RSS

O que me tortura não é te ignorar, mas ter que ignorar o que eu ainda sinto. Saber que o "pra sempre" sempre acaba. E mesmo o filho da puta do Newton ter afirmado que dois corpos não podem ocupar o mesmo lugar, ainda me sinto preenchida por voce. Só por ter estado sob sua pele e escutado sua respiração, me senti a dona do mundo. E o universo é um completo estranho agora. E toda vez que eu olho pro céu, vejo as mesmas estrelas que existiam quando eu te tinha. Você se foi e elas continuam ali. Não é justo. Eu sinto você me tocar à noite.

0 comentários:

Postar um comentário