RSS

Sabe, atualmente, você faz uma parte muito maior da minha vida do que eu faço na sua. Eu sempre soube disso, e nunca nem imaginei o contrário. Antes eu estava até esperando. Esperando minha deixa, minha brecha pra ocupar o meu lugar de novo. Mas, agora não mais. Também não sai correndo, mas resolvi desistir de coisas que sei que não vão acontecer. Tudo que aconteceu, eu esperei e fiz o que pude pra que nada mudasse, mas preciso admitir que sua rua de emergência não sou mais eu. É sem rancor que desabafo assim, eu apenas estou me acostumando a viver sem você ultimamente. Talvez isso não seja tão triste. Triste foi o papel que eu me designei na sua vida durante os últimos tempos. E eu sinto muito. Por isso agora digo que guardarei cada pedacinho seu que restou em mim. Pretendo chorar sim, pelo que fomos, pelo ontem morto. Pretendo também me contradizer e errar muito. Afinal, erros são sempre divertidos. Você nunca foi um erro, e não quero que você seja uma decepção. Lembra que eu te disse que não sei lidar com pessoas, porque elas sempre me decepcionam? Então. Se não me entediam, me decepcionam. Pense que você pelo menos nunca, nunca, nunca me entediou. E isso é mais do que eu posso dizer sobre a maioria das pessoas. Não estou lhe pedindo nada, não mais, e nem fazendo drama. Eu apenas descobri que realmente passou e que não somos mais crianças ao ponto de ser tão bobos assim. Estou feliz por você, e mais do que tudo, realmente espero que você nunca mude. Você é especial, e eu também sou. E se algum dia você parar pra pensar em mim e sorrir, eu vou ficar extremamente feliz.

0 comentários:

Postar um comentário