RSS

Acho que nunca mais irei ser tão feliz como eu era há 12 ou 13 anos atrás. Minhas felicidades eram por qualquer bobagem que naquela época, para mim, não era bobagem. Me sentia feliz por ganhar 25 centavos, não me importava em acordar cedo para assistir um desenho ou ir a escola, pra mim qualquer pessoa que sorria era feliz e ninguém nunca queria o meu mal, a não ser a bruxa keka, a cuca ou o bicho papão. Se eu falasse palavrão, teria que bater na boca três vezes, se mentisse deveria lavar minha boca com sabão e nunca, nunca mesmo, deveria contrariar a mamãe, ela era a rainha e as rainhas mereciam respeito, até mesmo das princesas. Eu esperava o meu príncipe chegar, quando eu completasse 15 anos, ele iria vir em um cavalo branco e me daria tudo que eu quisesse, também esperava todos os dias para que a fada madrinha viesse me dar qualquer coisa, entre essas coisas um unicórnio rosa. Mas sabe o que é pior de tudo isso ? Saber que nada era verdade, me machuca saber disso e também, a nostalgia desse passado tão próximo, me deixa angustiada ao saber que era eu mesma que ria de qualquer coisa.

0 comentários:

Postar um comentário