RSS

Para todo mundo cujo coração foi junto ao meu. Para todo mundo que me estendeu a mão, para quem me tirou o remo e ajudou a remar. Para quem acreditou, para quem rezou, chorou junto e afrouxou o sorriso. Para quem foi presente nos dias de salto alto ou pé no chão, para quem esta à minha margem. Para quem dividiu a mesa e a cerveja. Para quem não julgo e para quem não difamou. Para quem sabe o valor da amizade, para quem convidou e foi convidado. Para quem fez questão, para quem sentiu saudade, para quem ta longe ou perto, para reais e virtuais. Para os poucos, para os raros, para os loucos... Muito obrigada ! É de gente assim que eu espero que 2011 esteja repleto. De gente que tem habilidade pra dizer mais sim do que não.
HAPPY NEW YEAR ! =D

Talvez eu nunca entenda o real sentido das borboletas no estômago, da boca seca e joelhos frágeis. Ou talvez nunca seja a palavra mais ridícula do dicionário; e eu sei do poder que as palavras exercem sobre mim. A verdade é que sempre me esquivei de qualquer pequena possibilidade. Sempre tive medo de gostar e ser deixada. Porque veja bem, de primeiras impressões o mundo está cheio. E logo meu primeiro coraçãozinho na agenda, ficou partido quando menos se esperava. Eu tive todos os motivos pra acreditar num sentimento que logo se foi; e foi sem me levar. Cansei de ouvir que eu não me deixo levar, que eu não me abro e não dou espaço. Disso eu sei. Eu só queria ter aprendido no colégio como mudar os defeitos que vêm na fabricação. Minha frieza de visão só me faz ver defeitos e faltas. Eu não sinto. Eu não me abalo. Eu sei o que vai acontecer e não me surpreendo. Eu acho graça do esforço e da boa vontade, mas isso é muito triste pra mim. É como se eu me assistisse de fora o tempo todo, tendo consciência de cada passo, cada sorriso, cada palavra. É como se eu fosse plateia da minha própria solidão. Se ao menos eu pudesse ter a certeza de que isso um dia vai mudar... Sinto falta e medo. Talvez nunca ame, talvez seja nova demais pra dizer isso. Quero o frio na barriga, a emoção de primeiros encontros. Quero escrever mais que palavras de desculpas, textos sobres finais sem final; quero mais que arrumar coragem pra terminar. Quero coragem pra começar.

Eles se amam, todo mundo sabe mas ninguém acredita. Não conseguem ficar juntos. Simples. Complexo. Quase impossível. Ele continua vivendo sua vidinha idealizada e ela continua idealizando sua vidinha. Alguns dizem que isso jamais daria certo. Outros dizem que foram feitos um para o outro. Eles preferem não dizer nada. Preferem meias palavras e milhares de coisas não ditas. Ele quer atitudes, ela quer ele. Todas as noites ela pensa nele, e todas as manhãs ele pensa nela. E assim vão vivendo até quando a vontade de estar com o outro for maior do que os outros. Enquanto o mundo vive lá fora, dentro de cada um tem um pedaço do outro. E mesmo sorrindo por ai, cada um sabe a falta que o outro faz. Nunca mais se viram, nunca mais se tocaram e nunca mais serão os mesmos. É fácil porque os dias passam rápidos demais, é difícil porque o sentimento fica, vai ficando e permanece dentro deles. E todos os dias eles se perguntam o que fazer. E imaginam os abraços, as noites com dores nas costas esquecidas pelo primeiro sorriso do outro. E que no momento certo se reencontrem e que nada, nada seja por acaso.

Quando chega o momento certo, eu deixo eles pensarem o que quiserem. Se eles se importam o suficiente para se incomodar com o que eu faço, então eu já sou melhor do que eles.

Olho pela janela, ando de um canto pro outro, sinto frio. Uma calma preenche todo o silêncio que existe. Escuto sua voz me contando como foi seu dia, e perguntando como foi o meu. Eu conto qualquer coisa não tão divertida assim, você presta atenção, e faz comentários. Agora é a sua vez de falar, e você fala. Ou pelo menos tenta. Eu te interrompo, peço desculpas. Você pede pra que eu continue, eu digo que não, e falo pra você continuar. Você diz que não. A gente ri. E ficamos assim, um insistindo pro outro dizer o que queria falar. Você ri outra vez, e me chama de qualquer um dos nossos mil apelidos. Eu brinco, e você continua. Eu te corto de novo, você brinca. Eu falo. Acaba o assunto(...) Eu falo que sinto saudade. E sinto. Sinto muito. Peço pra você vir aqui agora, pra dormir comigo. Você diz que já está vindo. Mas não vem. A gente fica ali, cinco, quinze, meia hora, quarenta minutos, uma hora e meia. Mais silêncio. Penso em te perguntar se você pensa em mim quando ficamos assim, os dois sem dizer nada, mas não pergunto. "Ai ai". Peço pra você repetir. Sorrimos. Você repete, "Ai ai". Eu lembro de alguma coisa, e te conto. Você se faz de interessado e me pergunta alguma coisa sobre o assunto, mesmo sabendo que ele é desinteressantíssimo. Eu respondo. Você diz que vai dormir, e pede pra eu ir agora até ai pra dormirmos juntos. Eu digo que já estou indo. E também não vou. Nos despedimos. "Não me esquece", digo. Porque eu nunca vou te esquecer. É.

"Hoje pensei sério: se me perguntassem o que mais desejo na vida, não saberia responder. Quero tudo. Mas esse 'tudo' é tão grande, tão vago, que me sinto estonteado. É preciso ir limitando meu sonho, apagando as linhas supérfluas, corrigindo as arestas, até restar somente o centro, o âmago, a essência. Mas qual será esse centro, meu Deus, que não encontro ?"

E eu corro no espelho de novo e repito cem vezes que não gosto de você. Não gosto de você. Não gosto de você. Porque se eu gostar de você, eu sei que você vai embora. E eu simplesmente não agüento mais ninguém indo embora. Porque nessa vida maluca só se dá bem quem ignora completamente a brevidade da vida e brinca de não estar nem aí para o amor. E eu preciso me dar bem e por isso ignoro minha urgência pelo amor. Porque, se você sentir urgência em mim, vai é correr urgente daqui. Chega !

"Essa vida viu, Zé. Pode ser boa que é uma coisa. Já chorei muito, já doeu muito esse coração. Mas agora tô, ó, tá vendo ? De pedra. Nem pena do mundo eu consigo mais sentir. Minha pureza era linda, Zé, mas ninguém entendia ela, ninguém acolhia ela. Todo mundo só abusava dela. Agora ninguém mais abusa da minha alma pelo simples fato de que eu não tenho mais alma nenhuma. Já era, Zé. É isso que chamam de ser esperto ? Nossa, então eu sou uma ninja. Bate aqui no meu peito, Zé ? Sentiu o barulho de granito ? Quebrou o braço, Zé ? Desculpa !"

Há sempre uma pessoa na sua vida, na qual, não importa o que ela faça com você. Você apenas não pode deixá-la ir.
E só pra constar, que puta saudade de você !

- As vezes - mas só as vezes -, eu queria ser diferente.
- Defina o "Ser Diferente"
- Agir sem pensar, eu diria. Esse negócio de se colocar no lugar do próximo antes de tomar alguma atitude não adianta de nada, se o tal próximo não faz o mesmo comigo.
- Mas não seria bom, porque você machucaria as pessoas.
- Ah, no final alguém sempre sai machucado mesmo.

A propósito: é uma pena que - quase - sempre seja eu.

- A história é sobre o quê ?
- É sobre um homem que encontra um copo mágico e ele aprende que se ele chorar no copo as lágrimas dele viram pérolas. Ele é muito pobre e no final da história ele está sentado em uma montanha de pérolas com uma faca ensangüentada e a esposa morta nos braços dele.
- Então ele a matou ?
- É Hassan ! Como você é inteligente ! (ironia)
- Pra chorar muito e se enriquecer ?
- É Hassan ! ... Que foi ?
- Nada. Bom, me permite fazer uma pergunta sobre a história ?
- Claro !
- Por que o homem teve que matar a esposa ?
- Porque cada uma das lágrimas dele virava uma pérola.
- Eu sei, mas porque ele não podia só cortar uma cebola ?
O caçador de pipas.

Junte-se mais com a sua família, mesmo que seja só para uma refeição. E assim você viverá momentos inesquecíveis com quem mais te ama. Eles podem não ser o melhor modelo de família, podem não ser a família mais agradável, mais rica, mais inteligente... porém, família não se escolhe, e se pudéssemos escolher, não escolheríamos tão bem assim. Obrigada por tudo. Amo vocês.

Quando uma menina é tranquila, milhões de coisas estão a correr em sua mente. Quando uma menina olha para baixo, isso significa que ela quer ser consolada.Quando uma menina não está argumentando, ela está pensando profundamente. Quando uma garota olha para você com os olhos cheios de perguntas, ela está se perguntando quanto tempo você vai estar por perto. Quando a garota responde “estou bem”, após alguns segundos ela não esta tão bem. Quando uma menina deita em seu peito, ela está desejando você ser dela para sempre. Quando uma menina lhe liga todos os dias, ela está buscando a sua atenção. Quando uma garota quer vê-lo todos os dias, ela quer ser mimada. Quando uma menina diz: “Eu te amo”, significa que ela realmente o ama. Quando uma menina diz que ela não pode viver sem você, para ela você é o futuro dela. Quando uma menina diz eu sinto sua falta, quer dizer que ninguém no mundo vai sentir tanta falta de você assim.
Sabe, eu acho estranho como as pessoas sempre estão querendo se julgar melhores do que as outras, porque pra mim ninguém é melhor do que ninguém. Talvez o que você julga um lugar alto e bom, não seja o mesmo que eu julgo, então porque eu desejaria estar no seu lugar ? O nome disso é inveja, preocupação com algo que possa ser real ou falta de capacidade ? O mundo dá muitas voltas e você pode estar por baixo a qualquer momento, não é mesmo ? Acho que se isso acontecer, você não vai querer ninguém te pisando ainda mais. Eu estou muito feliz e satisfeita com a minha vida, erro sim, lógico ! Mas quem não erra ? Eu tenho muito o que aprender e assumo isso na maior tranquilidade porque desejo aprender a cada dia mais com cada experiência vivida.

"Você deve aprender a superar os problemas, fazendo das quedas um impulso para uma nova caminhada. Você não pode desistir só porque caiu, o importante é continuar a caminhada na certeza de que é possível chegar ao cume da montanha. Você é responsável pela construção da sua vida, da sua história, do seu sucesso e do seu fracasso. Você tem dentro de si um santo em estado latente, não permita que o desânimo e as dúvidas sejam maiores do que a sua vontade de vencer."

"Minha vontade agora é sumir. Chamar você. Me esconder. Ir até a sua casa e te beijar e dizer que te amo e que você é importante demais na minha vida para eu te abandonar. Sacudir você e dizer que você é um otário porque está me perdendo dessa maneira. Minha vontade é esquecer você. Apagar você da minha vida. Lembrar de você a cada manhã. Pensar em você para dormir melhor. Imaginar nossa vida juntos, naquela casa bonita com cachorros . Então eu percebo: IT’S ME, e minhas vontades são bipolares demais. Só o que não é bipolar demais é a minha ganancia por te ter. Sim, eu escolheria você. Se me dessem um último pedido, eu escolheria você. Se a vida acabasse hoje ou daqui mil anos, eu escolheria você."

Quantas vezes você estava com alguém e sua cabeça não estava ali ? E quantas vezes no momento em que não pôde sentir esta pessoa em seus braços, sentiu sua falta ? Você já parou pra pensar no que machuca mais: fazer algo e desejar que não tivesse feito, ou não fazer e desejar que tivesse ? Você já teve medo de começar um relacionamento ? Medo de não ser a hora ou a pessoa certa ? Seu coração não escolhe quem amar, e faz por conta própria, quando você menos espera, ou mesmo quando você não quer. Quantas vezes você deixou passar momentos importantes que não voltam mais ? Quantas vezes você quis esquecer uma história ou alguém, que permaneceu na sua cabeça por um tempo longo ? Você já se sentiu sozinho mesmo cercado de um monte de pessoas ? Ou já beijou alguém que fez a multidão sumir ? Você já passou um dia sentindo muitas saudades do que viveu ? Você já viveu uma situação tão boa e feliz que até deu medo de tudo ser muito passageiro ? Alguma vez você passou por cima do seu orgulho pra correr atrás do que queria ? Inventou apelidos carinhosos para algumas pessoas e só chama elas por eles ? Você já viu a força que tem, quando apostou todas as suas fichas em algo que acreditava e perdeu ? Quantas vezes uma pessoa a quem você não dava nada, foi o primeira a te ajudar ? E quantas vezes aquela que você mais esperava gratidão, te deu às costas e te decepcionou sem você nunca saber o porque ? Você já se achou bobo, ridículo, por insistir em algo que não valia a pena ? Teve algum dia que você acabou ficando com alguém apenas pra não ficar sozinho ? Você já passou por um dia em que tudo deu errado, mas no final aconteceu algo maravilhoso ? E também já aconteceu algo em que tudo deu certo, exceto pelo final que estragou o que parecia perfeito ? Você já chorou porque lembrou de alguém que amava e não pode viver intensamente isso com essa pessoa ? Você já reencontrou um grande amor do passado e viu que ele mudou e que tudo também faz outro sentido pra você ? Para essas perguntas existem muitas respostas. Mas o importante sobre elas não é a resposta em si, e sim o que sentimos em cada uma dessas situações. O sentimento e as lembranças que ficam de cada história. Todos nós erramos, julgamos mal, somos bons e somos cruéis, amamos, sofremos, tivemos momentos alegres e outros às vezes tão tristes. E todos um dia não tiveram coragem e hoje se arrependem, ou não. Todos já fizeram uma coisa quando o coração mandava fazer outra. Então qual a moral disso tudo ? Vá à luta ! Antes que seja tarde ! Bola pra frente ! Não continue pensando nas suas fraquezas e erros. Daqui por diante, faça um acordo consigo mesmo e lute ! Não abaixe a cabeça ! Faça tudo que puder pra ser feliz hoje. Releve. Esqueça. Não deite com mágoas no coração. Não durma sem fazer ao menos uma pessoa feliz. E comece com você !

Aprendi que quando duas pessoas discutindo, não quer dizer que se odeiam. Que duas pessoas felizes, não quer dizer que se amam. Que o mundo dá voltas e a vida é uma seqüência de desafios. Que algumas feridas saram, outras não. Que quem vive do passado é museu. Que quem vive o futuro, não vive, sonha. Que com a pessoa certa uma vida é pouco tempo. Que com a pessoa errada um minuto é muito. Que mesmo acompanhado ainda posso estar só. Que caráter vem do berço, não se compra. Que amor não se exige, se dá. Que meus amigos eventualmente vão me machucar, são humanos. Que um ato pode mudar toda uma vida, mas que nem toda uma vida pode mudar alguns dos nossos atos !

O ideal seria ficar na sua vida igual poeira, me espalhar em silêncio, não te atrapalhar os planos e rumos. Talvez você me deixasse amar assim distante, talvez te causasse orgulho um amor humílimo, pobre de consequências. Mas eu quis tão mais. Quis muito e de tudo ficaram só vestígios, em certas gavetas, em certas horas da tarde quando eu costumava ter alguém com quem conversar e agora fico olhando o telefone. Em certas coisas que dividíamos e agora ficarão comigo, morando geladas na minha garganta. Você sim soube se espalhar, empoeirou a minha vida. Ocupamos agora um mesmo lugar no vazio de mim, eu te arrasto por aí, você pesa, queria te abandonar como um dono malvado que te arrasta numa coleira e de repente a solta no meio da multidão e foge. Mas você fugiu antes, quando eu limava os sonhos e enfeitava planos, enquanto eu juntava aqui dentro as moleculazinhas de esperança e de medo. Explodiram, você sequer soube, nem pode imaginar. Eu quis demais. Abriguei um mar dentro de um coração roto, depois calei esse mar o quanto pude, mas o mar excedeu e ondulou além de horizontes e outros sete mares. Levou o que podia de mim, levou minha tendência a estar sempre distante das coisas, levou minha crença e minha fortaleza. Deixou esse gaguejamento, esse sem-fim de mini cacos dentro do peito, arranhando. Deixou você, que eu guardo. Que eu escondo. Que eu tento apagar.

Não leve a vida tão a sério. Quebre regras, perdoe rápido, ame de verdade, ria alto, e nunca lamente nada que tenha feito você sorrir.

"Não. Isso não muda nada, "Sr. Vento". Você quem é inconstante. Uma hora me deseja, em outra não. O barco não agüenta certas tempestades, o vento o leva para longe, e em vezes, nunca trás de volta."

"Desejo que o seu melhor sorriso, esse aí tão lindo, aconteça incontáveis vezes pelo caminho. Que cada um deles crie mais espaço em você. Que cada um deles cure um pouco mais o que ainda lhe dói. Que cada um deles cante uma luz que, mesmo que ninguém perceba, amacie um bocadinho as durezas do mundo."


Eu sei que quando a gente se encontrar, vai ser pra valer. Vai ter aquela troca de olhares, aquela timidez inerente, a gente vai se saber um do outro, mesmo que num futuro. Eu sei que vai ser bonito, sabe? Como é pra todo mundo. Que vai ter familia no meio, defeitos aparentes, que vai ter foto do lado da minha cama, sei que vai ter nome na agenda do celular com caretinha, sei que vai ter toque especial pra você. Sei que você vai ser meu motivo pra acordar sorrindo. Sei que quando estivermos juntos qualquer problema com você, vai ser pra mim que você vai ligar, porque eu que vou te entender, mesmo sem falar nada. Eu não vou julgar, seja lá o que for. Sei que se houver mágoa, a gente vai conversar, ou então a gente vai se odiar, mas tudo que já tiver passado vai ficar. Sei também que vai fazer meu coração bater mais forte, tenho certeza disso. Que eu vou poder reclamar da minha dor no braço e daí você vai brigar comigo, porque eu não cuido direito. E que você vai me perguntar quem são todos os meus amigos. Mas não louco de ciúmes, porque você se interessa pela minha vida e sabe que estando perto deles, você está cada vez mais perto de mim. Sei que não vai ser mil maravilhas, mas eu nem quero que seja, porque pra que vamos lutar um pelo outro? Pra que conquistar, pra que corrigir, pra que perdoar? Também vamos nos descobrir, em algumas tardes, muito iguais em algumas coisas e completamente diferente noutras. Vou querer saber porque seus amigos agem assim com as mulheres, pra que isso? Sei que você vai gostar de ir festar comigo, mas vai gostar de ver filmes também, me ouvir falando dos meus livros. Também acho que vai ter momento que você vai querer fazer o que você quiser, e eu vou brigar, mas vai ser pouco, só pra fazer charme. No fim das contas eu vou com você, pra onde você for. Sei que vamos ter música interna, risadas. Que vamos dar inveja. Fazer confusão. Sei, aliás, tenho a mais absoluta certeza disso tudo, que a gente vai se encontrar.

Você pode ter qualquer coisa nessa vida se sacrificar todas as outras por isso.

Poder dormir. Poder morar. Poder sair. Poder chegar. Poder viver. Bem devagar. E depois de partir poder voltar. E dizer: este aqui é o meu lugar ! E ter amor. E dar amor. E receber amor até não poder mais.

"Deixa entrar: na vida, no coração, na cabeça."
Eu quero que dê certo, não estraga, por favor. Não estraga, não estraga, não estraga.

"Eu preciso respirar. Me aperte o pause, me deixe em stand by, eu não dou conta do meu coração que quer muito. Eu preciso desatar o nó. Eu preciso sentir menos, sonhar menos, amar menos, sofrer menos ainda. Aonde está a placa de PARE bem no meio da minha frase ? Confesso: eu não consigo. Nada em mim pára, nada em mim é morno, nada é pouco, não existe sinal vermelho no meu caminho que se abre e me chama. E eu vou... Com o coração na mochila, rímel nos olhos, o sorriso e a dúvida, a coragem e o medo, mas vou. Não digo: "estou indo", não digo: "daqui a pouco", nada tem hora a não ser agora. Existe aí algum remedinho para não sentir ? Existe alguma terapia, acupuntura, pedras, cores e aromas para me calar a alma e deixar mudo o pensamento ? Quer saber ? Existe. Existe e eu preciso."

- Nós não precisamos rotular isso, tá tudo bem. Mas eu preciso de uma segurança. Como vou saber que não vai acordar de manhã e pensar diferente ?
- Eu não posso fazer promessas, ninguém pode.

"De que são feitos os dias ? De pequenos desejos, vagarosas saudades, silenciosas lembranças."

Eu não saberia nunca viver sem você ! Minha pequenininha mais linda, te amo muito.

"Por onde anda o amor ? Não o amor de dizer te amo, como se isso fosse bastante e definitivo. Tampouco o de dar presentes e freqüentar lugares de luxo, exibindo a nova conquista como um troféu de caça. Muito menos o que existe, apenas e exclusivamente, nos lençóis da cama, quando os corpos se entregam. O amor procurado é aquele que se basta, que faz de dois uma multidão e uma festa de um só par. De caminhar na chuva, mãos dadas, achando a coisa mais gostosa e original do mundo. De olhares que mandam e-mails e recebem respostas: Te quero. Vamos pra casa ? Só se for agora ! De amar, perigosamente, em lugares públicos, mas, também, desveladamente, num quarto de hospital. Cúmplice no prazer e no pranto. Amor de dois sonharem um mesmo sonho, mentes e corações em uníssono no compasso de uma sinfonia bailada, com singeleza e entrega, pelos salões de uma existência inteira. E que se diga que não pode existir amor assim. Não importa ! Maior ainda por ser inadmissível, sorrirá no sorriso dos que o encontraram, abstraído da incredulidade dos que serão, somente e para sempre, desapaixonados. Amor, enfim, do beijo inimitável que, como um milagre, acontece uma vez apenas e não tem similar em qualquer dos beijos da história ou da fantasia. A combinação de um cofre, cuja senha só dois conhecem, que dá acesso à confusão de corpos e espíritos que, como no texto bíblico, fazem a luz. Amor de iluminar o mundo de uma forma tão clara que o mundo inteiro saiba que é, de fato, amor." Alberto Cohen

Seria out se eu escrevesse. Perfeito, diz muito em tão pouco.

"Você se vai, mas sempre deixa algo aqui comigo, nem que seja o seu cheiro na minha roupa.. Depois, fica uma parte vazia, sabe ? Sem sentido. Uma falta. Mas de qualquer forma, você volta. Pode demorar quantas horas forem, os dias necessários, e até semanas, mas você volta. E o ciclo se repete toda vez que você vem, me trazendo felicidade, e depois transformando uma parte dela em saudade, ao ir embora.. É um pouco egoísta da minha parte, te querer a todo momento aqui comigo. Mas tudo bem, eu sei que você não pode ficar aqui sempre. Mas venha quando quiser, e permaneça aqui, o tempo que for necessário.."

Que me faz bem e me deixa mais feliz. Obrigada, acolhida.

Eu só queria que você soubesse do muito amor e ternura que eu tinha e tenho pra você. Acho que é bom a gente saber que existe desse jeito em alguém, como você existe em mim.

Se eu errar que seja por muito, por amar demais, por me entregar demais, por ter tentado ser feliz demais. Não quero terminar histórias com aquela sensação de que não fui ao máximo. Sempre fui impulsiva, nunca precisei que me dissessem o que fazer, e sempre me dei melhor com minhas loucuras do que com minhas razões, sempre dei a cara a tapa as pessoas, sempre acreditei em finais felizes, sempre tive fé na vida, por mais que os obstáculos me fizessem tropeçar. Ultimamente tenho sido movida a pensamentos pessimistas, a incertezas, tenho falado pouco em amor, tenho acreditado pouco nas pessoas, ando pensando muito antes de tomar decisões, o problema é que na maioria das vezes que somos felizes demais é quando agimos com o coração, a razão não sabe a delicia que é ser levado pelo que sentimos. Hoje eu quero voltar pra casa, voltar pra mim, pra aquela menina que existe aqui dentro que se entrega, que chora, que ama, que age, essa menina que tem pressa, que quebra a cara mais do que deveria, essa menina alegre, boba, criança, que tem um milhão de amigos, e hoje eu me despeço das minhas razões, dos clichês, hoje eu volto a viver de verdade !

Eu preciso sentir que você ainda sente, eu preciso que o seu coração dê um choque no meu, eu preciso saber que seu peito ainda aperta um pouco quando eu vou embora e se espalha como borboletas nas veias quando eu chego.

- Amiiiiiiiiga, faltam só 2 dias ! *-*
- Do que você está falando ?
- Daquele passado que virou presente e eu estou gostando muito (:

Você vai lembrar do sorriso, dos olhos, da boca ainda por muito tempo. Picotar fotos é só a materialização de um desejo: gostaríamos que certas pessoas saíssem da nossa vida instantaneamente, bastando pra isso uma tesourada. Mas o processo de despedida é bem mais lento e mais difícil. É preciso deixar o tempo agir.

Semana que vem, te quero logo ! Ficar curiosa não é nada bom. Mas me disseram que os mistérios são os melhores possíveis. HAHA. Espero que sejam mesmo. (:

"Acontece que você, com a mesma rapidez com que aparece, também some. E some sem deixar sinal. Some e me faz ter certeza que nada significa nada. Bobagem minha esperar algo. Bobagem minha esperar por um depois. Em mim sempre fica uma saudade imensa. Você tem noção disso? Você faz idéia da saudade que sinto do seu sorriso, do seu abraço que parece maior que o mundo, do seu olhar misterioso, da sua pele e seu cheiro tão seu, do seu beijo que até hoje não consegui achar, faz idéia? Você não é capaz nem de imaginar. É muito maior que eu. É algo que me tira o sono. E se durmo, acordo sonhando com o impossível que seria nós dois. Juntos. Sempre. E os dias foram passando e agora já são tantos. Hoje sou eu quem não quero te ver só pra não me maltratar tanto. Não quero sentir de novo essa sensação de não saber de nada. Não quero."

- Posso te pedir uma coisa ?
- Pode sim.
- Goste de mim, mas goste da maneira mais sincera e verdadeira, porque eu gosto muito de você.

- Você acha que o nosso amor pode fazer milagres?
- Eu acho que o nosso amor pode fazer tudo aquilo que quisermos.
(É isso que te traz de volta pra mim o tempo todo. ou não.)

"Hoje, felizmente, acordei gostando mais de mim. Não que isso nunca tenha acontecido antes, só estava aparente. E acordei de saco cheio de você. Acordei de saco cheio dessa história toda. Enfim, cansei do circo. Se for pra ser, que seja. E se não for, que se dane !"

No silêncio, a minha alma tenta achar um caminho para seguir em frente. Hoje me encontro só, sem um rumo a seguir, te observo de longe e tento encontrar um caminho que possa chegar mais rápido a você, ou que talvez possa te fazer chegar, sem pressa e com calma, até mim. Te espero naquele lugar de sempre, com a mesma vontade de sempre !

Gente, eu estou com tanta saudade disso aqui ! Meu computador queimou e eu não estou tendo tempo (e nem dinheiro) pra entrar sempre em lan house. Acho que perdi todas as minhas fotos, e não eram poucas, algumas de pessoas muito especiais e outras de que nunca mais verei. Mas reclamar agora não vai adiantar nada, né. Espero que minha mãe tenha pena de mim e o leve logo para arrumar. UAHAUHA
Beeeeeijos ;*


Eu preciso respirar de novo o que faz bem ao coração...


Estou muito honrada por ter sido indicada ao selo BLOG DE OURO do meu amigo Vitinho Andrade do "Déjà Vu"
Vale a pena conferir ! Obrigada, Vitinho !

Ao aceitar receber esse selo, os indicados devem cumprir quatro procedimentos básicos:
1. Colocar a imagem deste selo no seu blog;
2. Indicar o link do blog que te indicou;
3. Indicar outros blogs para receberem o selo;
4. Comentar nos blogs dos indicados sobre a indicação.

Da mesma forma, indico ao blog de ouro os meus amigos:


Parabéns aos indicados e ao meu querido Vitinho, muito obrigada pelo carinho ! :D

Noite assim a gente guarda pra sempre, pelo simples fato de nos ter feito muito bem.
Uma aposta de Petit Gateau. (:

"Querido Cérebro,
Desculpas por te sobrecarregar com pensamentos nele.
Querido Estômago,
Perdão por todas as borboletas insandecidas.
Querido Travesseiro,
Desculpe por lhe encharcar inteiro com todas aquelas lágrimas.
Querido Coração,
Sinto muito por todo o estrago que lhe causei"

A verdade é que me enchi, de você, de nós, da nossa situação sem pé nem cabeça. Não tem sentido continuarmos dessa maneira. Eu, nessa constante agonia o tempo todo imaginando como você vai estar. E você, numas horas doce, noutras me tratando como lixo. Não sou lixo. Tampouco quero a doçura dos culpados, artificial como aspartame. Fico pensando como chegamos a esse ponto. Não quero mais descobrir coisas sobre você, por piores ou melhores que possam ser. Assim, chega. Chega de brigas, de berros, de chutes nos móveis. Chega de climas, de choros, de silêncios abismais. Para quê, me diz ? O que, afinal, eu ganho com isso ? A companhia de uma pessoa amarga, que já nem quer mais estar ali, ao meu lado, mas em outro lugar ? Sinceramente, abro mão. Vou atrás de um outro jeito de viver a minha vida, já que em qualquer situação diferente estarei lucrando.
Bom é isso, se agora isso ainda me causa alguma tristeza, tudo bem. Não se expurga um câncer sem matar células inocentes. Chega, se não houve troca, chega, porque amar sozinho é solitário demais, abandono demais, você está nessa vida para evoluir, mas não para sofrer.Hoje eu acordei sem ter quem amar, mas aí eu olhei no espelho e vi, pela primeira vez na vida, a única pessoa que pode realmente me fazer feliz.

"Eu queria que não fosse assim, que não tivesse sido assim. Mas não consegui evitar. A semente recusava-se a vir à tona,você nem sempre tinha tempo ou vontade de regá-la, e não chovia mais – foi isso que aconteceu."
Como é triste lembrar do bonito que algo ou alguém foram quando esse bonito começa a se deteriorar irremediavelmente.

Falam de tudo. Da moral, do comportamento, dos sentimentos, das reações, dos medos, das imperfeições, dos erros, das criancices, ranzinzisses, chatices, mesmices, grandezas, feitos, espantos. Sobretudo falam do comportamento e falam porque supõem saber. Mas não sabem, porque jamais foram capazes de sentir como o outro sente. Se sentissem não falariam.